Basílica

01.10
Milhares de fiéis celebram Dia de São Miguel na única Basílica do Brasil dedicada ao Arcanjo
Milhares de fiéis celebram Dia de São Miguel na única Basílica do Brasil dedicada ao Arcanjo

A Basílica de São Miguel Arcanjo ficou pequena neste sábado, dia 29 de setembro, ao acolher milhares de fiéis para as celebrações da Festa de seu Padroeiro. Centenas de devotos de São Miguel Arcanjo, vindos de várias cidades de São Paulo e de outros estados, começaram a chegar na capital brasileira da uva Itália ainda durante a madrugada.

Início das comemorações

O movimento se intensificou já nas primeiras horas da manhã para as Missas de abertura do dia. A Celebração Eucarística das 8h foi presidida pelo vigário paroquial, padre Diogo Fogaça, e concelebrada pelo pároco da Igreja São Judas Tadeu, de São Miguel Arcanjo/SP, padre Renato de Góes Vieira, e pelo pároco da Paróquia Divino Espírito Santo, de Angatuba/SP, padre Rogério José Pereira. Um dos momentos mais esperados pelos fiéis foi a bênção da água e dos objetos, realizada por padre Diogo.

Fé de um povo que respira São Miguel Arcanjo

Já a Missa das 11h foi presidida pelo reitor da Basílica, padre Márcio Almeida, e concelebrada pelo diácono José Antônio Góes. Na homilia, padre Márcio recordou a elevação da Paróquia Santuário a Basílica Menor, conquista de todo cidadão são-miguelense e devoto de São Miguel Arcanjo, em 25 de maio de 2018. “Conseguimos esse título graças à fé desse povo que respira São Miguel Arcanjo”, ressaltou.

A poderosa intercessão do Glorioso Príncipe do Céu também esteve ao centro da reflexão do reitor: “O Papa Francisco nos diz que o demônio foi derrotado no céu, mas continua entre nós. Mas São Miguel Arcanjo [também] continua entre nós. São Miguel nos defende das insídias do demônio que quer nos tirar do caminho de Deus. São Miguel nos defende, mas a salvação vem do Sangue do Cordeiro. O próprio Cristo nos concede a salvação: deixou a nós por herança esse prêmio”, declarou.

Na oportunidade, padre Márcio convidou os fiéis a fazer da música do anjo protetor uma oração neste dia: “Guardião do paraíso poderoso protetor, Príncipe dos Anjos nosso guia e defensor. São Miguel, livrai-nos do mal. São Miguel Arcanjo, defendei-nos no combate”. Encerrando a Missa, houve a Consagração ao Arcanjo e a acolhida do andor com a Imagem de São Miguel sob efusivos aplausos dos devotos.

Homenagens

As atividades mais expressivas em homenagem ao Arcanjo aconteceram no período da tarde. A programação vespertina teve início, às 14h, com o Rosário de São Miguel Arcanjo. Em seguida, houve a Missa presidida pelo pároco da Paróquia Santa Clara, de São Paulo/SP, padre Abério Christe. Às 16h, os fiéis prestigiaram a apresentação musical da banda conterrânea Marcial.

Ao final da tarde, comunidade e romeiros se uniram na tradicional Procissão de São Miguel Arcanjo. A multidão de fiéis percorreu as principais ruas do município paulista acompanhando o andor com a Imagem do Padroeiro. Muitas crianças vestidas de anjo em homenagem ao Arcanjo aludiam às inúmeras graças alcançadas mediante a Sua intercessão.

A caminhada de fé culminou na Missa Solene de São Miguel Arcanjo. Dom Gorgônio Alves da Encarnação Neto, bispo da Diocese de Itapetininga/SP, presidiu a solenidade revestida de fé e devoção. A emoção tomou conta de todos os presentes, que escolheram a única Basílica do país dedicada ao Arcanjo para agradecer as graças alcançadas, rogar a proteção do Príncipe da Milícia Celeste e expressar a fé inabalável que perdura em seus corações.

São Miguel Arcanjo nos defenda hoje e sempre

O bispo diocesano dedicou sua homilia ao convite para que os fiéis assumam a missão de levar a Boa Nova de Deus ao próximo: “Os anjos são os mensageiros de Deus. (...) E que cada um [de nós] seja um anjo portador das mensagens de vida, esperança e paz de Deus. Não devemos ter medo de assumir nossa missão como cristãos e membros da Igreja na construção do Reino de Deus. (...) Vamos dizer nosso sim (...) e levar a Palavra de Deus, pois tem momentos em que somos anjos na vida de algumas pessoas, pois falamos do amor de Deus. (...) Temos que falar e colocar em prática”, exortou.

Na conclusão da solenidade, dom Gorgônio concedeu a todos a bênção final, pronunciando palavras de encorajamento e fé: “Que nunca falte o amor de Deus em nossas vidas; que levemos a Palavra de Deus ao próximo; e que sejamos mensageiro de Tua Palavra. Que São Miguel Arcanjo nos defenda hoje e sempre”.

Com alegria, padre Márcio agradeceu a presença e a participação efetiva dos fiéis na primeira festividade sob o título de Basílica.

Dia de graças

Outras atividades foram realizadas ao longo do dia, como quermesse e bênção dos ciclistas, que reuniu mais de 200 ciclistas. Também nesta data especial, os fiéis tiveram a valiosa oportunidade de obter a indulgência plenária, isto é, a remissão, diante de Deus, da pena temporal devida pelos pecados já perdoados quanto à culpa.

Crédito: Daniele Castro/AMEX

Informativos